31 de janeiro de 2011

MAIS UM BBB...

BIG BROTHER BRASIL
(Luiz Fernando Veríssimo)

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...
A  décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. 
O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. 
Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. 
Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterossexuais. 
O BBB é a realidade em busca do IBOPE...
Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.
Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. 
Em um e-mail que  recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.
Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?
São esses nossos exemplos de heróis?
Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados... 
Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.
Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.
O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.
E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!! 
Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? 
Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!
Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores. 
Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa 
música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.
Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.

Recebi este texto por e-mail de uma grande amiga...
Verissímo tirou as palavras da minha boca... e agora eu pergunto, até quando engoliremos essa pocilga??? Não assisto, mas gostaria de não ter essa opção... Não quero que esta seja uma opção para o meu filho!!!  


27 de janeiro de 2011

Jogo dos 7 Erros

Reprodução


Jogo dos Sete Erros: 
Descubra os erros da TARJA CINZA 
Intitulada Family Shield To protect young harps shoppers (Amparo familiar para proteger crianças e jovens clientes)

1º HOMOFOBIA
2º HIPOCRISIA MORAL
3º FALTA DE CORAGEM
4º FALTA DE RESPEITO 
5º FALTA DE HUMANIDADE
6º FALTA DE EDUCAÇÃO 
7º FALTA DE HORIZONTES

A HUMANIDADE se define por suas concepções, pelo arejamento de sua cultura, pela independência de suas opiniões, pela sua disposição natural de procurar as manifestações da verdade e afirma-se nos horizontes de seu espírito... Não por suas falsas conquistas. 

O horror a inovações, como se vê, se manifesta em qualquer campo social. 

Sempre haverão espíritos avessos à renovação de idéias ou de hábitos e a dificuldade em acompanhar os avanços sociais tomam feição de ódio, de guerra, de intolerância, sempre que alguma coisa saia dos moldes habituais. 

"Perdoa... eles não sabem o que fazem"...


Respeito que muitos são os caminhos... não respeito a imposição de nenhum deles... Quisera todas as crianças tivessem a mesma sorte do pequeno Zachary...

Não importa se é masculino, ou feminino, importa que o coração esteja carregado de amor para doar!!! 

No mais, nada a declarar!!!

Pessoas criativas são mais desonestas – Ciência Maluca

Pessoas criativas são mais desonestas – Ciência Maluca

26 de janeiro de 2011

José Alencar, mais que um exemplo de resistência...UM ALERTA!!!

Homenageado ontem pela Prefeitura de São Paulo, o ex-vice-presidente José Alencar disse que continua na luta para sobreviver e que a morte lhe será “um privilégio”.

Se eu morrer agora será um privilégio. Não posso me queixar. A situação está tão boa que não tem como melhorar, todo mundo está rezando e torcendo por mim, tenho que continuar a minha parte, lutando para não morrer”.

José Alencar, que recebeu a medalha comemorativa 25 de Janeiro pelo aniversário de 457 anos de São Paulo, está na luta contra o câncer há mais de uma década.
Não está totalmente bem, por isso permanece em tratamento de quimioterapia.
Ontem completou 90 dias de internação hospitalar, período no qual passou por algumas complicações sérias, entre elas um edema pulmonar e um infarto do miocárdio.

Foi Dilma que lhe entregou a medalha 25 de Janeiro. Disse que o ex-vice é um exemplo de dignidade na luta pela vida.
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também discursou: “Trata-se de uma justa homenagem a um grande brasileiro, que honrou nosso país como um homem público, empreendedor e apaixonado pela vida.”
Já o prefeito Kassab, cometeu uma gafe, chamou Dilma de vice-presidente, mas a petista foi rápida na resposta: “José Alencar hoje é, de fato, a figura do protocolo mais importante aqui presente”.
Então...
José de Alencar é realmente um grande exemplo de força, coragem, perseverança, esperança... ele não desiste nunca, mesmo!!! Já vi muitos, com menos idade e muito mais saúde, dizerem que “a morte é o que resta”... e que “depois de uma certa idade não se pode esperar muito da vida”... O ex-vice-presidente derrubou esse tabu, pois aos 80 anos vem dando um “olé” no câncer. Parabéns!!!
mas quem é José Alencar?
É um dos maiores empresários do estado de Minas Gerais, sendo a Coteminas, empresa do ramo textil, sua principal empresa (hoje são onze unidades que fabricam e distribuem fios, tecidos, malhas, camisetas, meias, toalhas de banho e de rosto, roupões e lençóis para o mercado interno, para os Estados Unidos, Europa e Mercosul).
Na política, foi:
Presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais
Presidente da FIEMG, SESI, SENAI, IEL, CASFAM
Vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria
Candidatou-se às eleições para o governo de Minas Gerais em 94 e em 98, disputou uma vaga no Senado Federal, elegendo-se com quase três milhões de votos. Foi presidente da Comissão Permanente de Serviço de Infra-Estrutura - CI, membro da Comissão Permanente de Assuntos Econômicos e membro da Comissão Permanente de Assuntos Sociais.
Polêmico, discordou do governo quando a política econômica defendia a adiministração do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, que tinha nos juros altos a tentativa de conter a inflação e manter a economia sob controle.
Em 2004, acumulou a vice-presidência com o cargo de Ministro da Defesa. 

Diversas vezes monstrou-se reticente quanto à sua permanência em um cargo tão distinto de seus conhecimentos empresariais, mas a pedidos do presidente Lula, exerceu a função até março de 2006, quando renunciou as determinações legais com o intuito de poder participar das eleições.

Sinceramente... Não o conhecia.
Não sabia da sua história e não me lembro de tê-lo visto tanto como nos últimos tempos, ou seja, desde que se tornou pública a sua batalha contra a doença.

Ignorância minha, com certeza... Passei a acompanhar a história de José Alencar por conta do destaque que a mídia deu ao seu histórico médico: 15 cirurgias (uma delas com duração superior a 20 horas) e o tratamento experimental nos Estados Unidos.

Não estou aqui para desaboná-lo, mas sim para questionar:

Quando é que a saúde brasileira ganhará uma “medalha” por ser de qualidade, por dar ao povo o direito da certeza que persistir vale a pena? 

Tomo o ex-vice como referencia, pois são discrepantes as diferenças...

A Saúde no Brasil é tão precária, tão destratada, tão abandonada, que não dá para ter o mesmo otimismo do Sr. José Alencar...
Faltam médicos, enfermeiros, hospitais, leitos, equipamentos, limpeza, treinamentos, atendimentos, educação, gentileza, humanidade...

Neste caso melhor é morrer em casa, porque se a morte é certa, que seja minha...

Políticos vão, políticos vem e todos eles, em suas campanhas, apontam problemas e prometem soluções, mas é só tomar posse do cargo que os problemas desaparecem dando lugar a famosa “vista grossa” por no mínimo 04 anos...

Será que José Alencar resistiria tanto se seu tratamento fosse pelo SUS?

Você já sabe a resposta eu também... Isso me revolta, mexe com minhas  fibras... Porque é a nossa realidade e sinceramente (sou muito sincera), não tenho esperança de que isso mude tão cedo!!!

Bonito seria se no momento da homenagem, a saúde brasileira estivesse presente, ao invés das tecnologias que só o dinheiro pode comprar e que você e eu, que somos o povo, não temos acesso... Se os créditos fossem dados ao nosso Sistema de Saúde, que promete cuidar de todos, porque é Único...

Aí sim, a fala “Se eu morrer agora será um privilégio” - do ex-vice, caberia bem, e bem mais bonita, na solenidade... Mas enquanto isso, milhares de brasileiros morrem sem o direito de tentar...

Nota: 
Enquanto José Alencar recebia sua medalha, o, distraído, prefeito Kassab foi alvo de manifestação... Na reinauguração da biblioteca pública Mário de Andrade, estudantes contrários ao aumento da tarifa de ônibus, furaram o bloqueio da segurança e invadiram o local, interrompendo o discurso de um aliado do prefeito, o ex-governador José Serra (PSDB).

Adivinha como a história acabou? 

Eles se esquecem que os manifestos de hoje, são os mesmos de ontem... Mas ontem,  os protagonistas eram outros... No caso Eles...  

25 de janeiro de 2011

Minha Casa, minha Vida... São Paulo!!!

Calma, não é propaganda de programa do governo... 


Na verdade é minha gratidão... 
São Paulo minha casa, minha vida... 
Desde sempre estou aqui e gosto do asfalto, do cinza, 
do barulho, da fumaça... 
Sou paulistana, adoro pastel com caldo de cana, 
chopp no happy hour , uma bela redonda, sushi, baião de dois... 
Pego ônibus lotado, domingo vou no parque... 
Corro pra não atrasar, sento pra esperar... 
São Paulo cosplay do mundo!!! 
São Paulo do som, da imagem, do sabor, 
São Paulo 3, 4D... 
Aqui faz calor, faz frio, faz frio e calor e depois chove... 
Terra da garoa, retrato dos alagados...
São Paulo do preto, do branco, do amarelo, do vermelho, 
do arco iris... 
Da palavra do Senhor na praça, 
do barulho do tambor no fundo do quintal... 
Templo de meditação... 
São Paulo é Rock and Roll, 
me desculpem a galera do samba, sertaneja, funkeira, tecnera... 
Seu grito é um acorde distorcido da minha guitarra!!! 
São Paulo avenida, alameda, rua, das quebradas...
São Paulo palco de milagres e tragédias do progresso... 
É concreto que pulsa e impulsiona... Vigas que sustentam... 
São Paulo terra da oportunidade, da ilusão, da solidão...
São Paulo que te quero "verde", te quero livre, 
que te quero sempre minha!!!
PARABÉNS!!!
   

Quando a religião atrapalha...

De um lado a salvação, do outro a perdição e assim nos arrastamos desde o princípio... 
Gostaria muito de saber como chegaremos no fim... Espero que conscientes!!! 
A crença no bem e no mal absoluto, cultuada pela nossa tão falha cabeça humana é estopim de todo tipo de preconceito, discriminação, segregação, por todas as guerras, responsável por toda violência e miséria da sociedade.
Em nome de Deus, que segundo as escrituras, é bom e justo, muitas bandeiras sangrentas foram e erguidas e ainda continuam de pé, agitando nossa ignorância. 
Já dizia o tão clamado Jesus "não julgueis para não serdes julgados", "com a mesma medida que medires serás medido", "a cada um segundo suas obras". Fácil de dizer, difícil de entender... ainda teremos que percorrer muito os caminhos do coração para aprender que aqui estamos para conviver... Viver com... Não temos como fugir!!! 
Respeito não significa conivência, respeito significa respeito. A palavra respeito vem do latim respicere que significa olhar para trás... Então, olhe para trás e veja o que você fez... A mudança começa no eu... corações permeados de orgulho, egoísmo e preconceitos não olham para trás e assim as verdadeiras necessidades deixam de ser atendidas...  

24 de janeiro de 2011

"PORQUE A BÍBLIA ME DIZ ASSIM " - Parte 1/7

Somos "Coll"



De acordo com um ranking da CNN, nós, varonis brasileiros, somos o povo "mais legal" do mundo... Esse título nos foi dado graças ao nosso carnaval, ao futebol de Pelé e Ronaldo, e aos nossos minúsculos biquínis... 

Enquanto isso nossa educação é uma das piores... 

Também, como poderia ser legal, se legal mesmo é ter carreira milionária de jogador de futebol? Professor não tem mansão, não tem carrão, nem fama... Professor tem cor sem graça de pó de giz... Mas quem pega um "bronze" tem chance de participar de reality show e de sair na capa da revista da moda como celebridade do mês, da semana, do minuto...  

Professor é no máximo notícia de jornalismo sensacionalista...

É fato que a educação brasileira no papel, e principalmente nas propagandas, é um grande carnaval: Cheia de adereços e alegorias, mas que no quesito evolução anda emperrada e atrasando a marcha do progresso brasileiro. Na comissão de frente estão os educadores dando "a cara a tapa" e assumindo a culpa de todas as mazelas da educação brasileira.  

Seria covardia comparar a nossa educação com a melhor educação do mundo, a da Finlândia, país com 5 milhões de habitantes, onde 586.381 são alunos do ensino fundamental e que investe na educação 6,1% do seu Produto Interno Bruto (PIB), mas é inevitável, porque no Brasil, apenas 3,9% do PIB (um dos mais baixos índices do mundo) é investido na educação de 33 milhões de estudantes. 

A diferença está na importância que se dá, na Finlândia a educação é pautada em um conjunto de qualidades culturais, econômicas e políticas da sociedade. Ler e escrever são ações que emergem do exercício da cidadania. Um professor finlandês, em início de carreira, ganha em média 25 vezes mais que o menor salário dado a um professor brasileiro e para entrar numa sala de aula é preciso ter título de mestre. 

No Brasil muitos professores ainda não tem curso superior. 

O calendário escolar na Finlândia é elaborado pelo professor, é ele que determina os métodos de aprendizagem do currículo básico nacional e que  decide quantas horas cada criança deverá ficar na escola. O Ministério da Educação finlandês dá total autonomia aos municípios e às escolas e confia piamente no trabalho de seus professores, um dos profissionais mais reconhecidos e admirados da sociedade, como um dia foi no Brasil.


Então... Somos legais, mas não temos educação!

Acredito que toda a nossa "alegria", aquela de brasileiro que não desiste nunca, se deve a ignorância do papel de cidadão, pois se efetivamente nos preocupássemos com o que acontece na Camara dos Deputados e Vereadores, na Assembléia Legislativa, no Senado e gabinetes afins, teríamos muito mais títulos para se orgulhar... 

Seriamos mais que legais, seriamos honrados!   

APOSENTADORIA DE MALANDRO

No Brasil, para se aposentar você tem que trabalhar no mínimo 35 anos e/ou ter a idade mínima de 65 anos . O valor do benefício depende da contribuição recolhida ao longo da vida profissional e não pode ultrapassar 100% do salário... Regra válida para um cidadão comum... Mas... Existem aposentadorias aqui que não são nada comuns... 

O senador Alvaro Dias poderá acrescentar cerca de R$ 1,6 milhão ao seu patrimônio de R$ 1,9 milhão. Como? Requerendo sua aposentadoria como ex-governador do Paraná. Pois é... O sr. Dias alegou que no seu mandato enviou um projeto à Assembleia Legislativa para acabar com essa aposentadoria e que naquele momento sua intenção acabou arquivada... Mas como posteriormente a questão foi legalizada na Constituição do Estado e ele resolveu tomar o que era seu por direito...

Junto com a aposentadoria de Dias foram aprovadas, também, as aposentadorias do ex-governador, e hoje, senador Roberto Requião e a do ex-governador Orlando Pessuti, que receberão um valor líquido mensal de pouco mais de R$ 18,6 mil.

Tarso Genro, governador do Rio Grande do Sul, diz que governador tem direito a pensão vitalícia, admitindo que é preciso rever valores e afirmando que os líderes merecem um "status de classe média". Que pretende enviar um projeto à Assembleia Legislativa criando um teto para o benefício, de maneira “os pobres”não dependam de ajuda de outras pessoas depois de deixarem o cargo.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pretende questionar, no Supremo Tribunal Federal, a constitucionalidade da lei em pelo menos nove Estados que concedem pensões a ex-governadores, já que a Carta de 1988 eliminou o benefício aos ex-presidentes. No Rio Grande do Sul, oito ex-governadores recebem cerca de R$ 24,1 mil por mês. Yeda Crusius (PSDB), que deixou o cargo há três semanas, já fez sua solicitação... Boba ela, né?
No Maranhão, a pensão vitalícia ainda está em vigor por força da Constituição Estadual. No Piauí, ela foi extinta em 1997, mas pelo menos dez ex-governadores ainda recebem o benefício, cerca de R$12 mil mensais.
Por ano, só no Maranhão os custos das pensões vitalícias pode chegar a R$ 3 milhões e no no Piauí chegam a R$ 1,4 milhões ao ano. Segue a lista dos aproveitadores, digo, aposentados:
  • José Sarney (PMDB);
  • O ministro de Minas e Energia, Edson Lobão (PMDB);
  • O senador Epitácio Cafeteira (PMDB);
  • Senador eleito, João Alberto (PMDB);
  • José Reinaldo Tavares (PSB);
  • Jackson Lago (PDT), que teve seu mandato cassado em abril de 2009;
  • Prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB).
  • Pedro Simon, senador, solicitou o benefício em novembro do ano passado, 20 anos depois de deixar o cargo de governador do Rio Grande do Sul.

Detalhe... Apesar de pedir a aposentadoria, Simon se diz contra o benefício e que só pediu por absoluta necessidade, pois o salário de senador está ficando aquém das suas necessidades... sabe como é, né? Seu salário é de R$ 16 mil e uma medida desta pode lhe precaver futuramente caso saia do senado... O coitado não tem casa própria.

E para você que é aposentado comum: Parabéns!!!
Neste dia, 24 de Janeiro, o dia do aposentado, comemoramos os 35 anos, ou mais, que você trabalhou duro até quase os 70 anos, garantindo assim o mínimo de sustento para a sua família e por ter uma valorosa aposentadoria de R$ 545,00...
Espero que você continue Santo... Fazendo milagres na vida!!! 

Segue um vídeo que fala da mais precaria educação no Brasil, notem que ela é a do Maranhão, Estado que gasta cerca de R$ 3 milhões com as tais aposentadorias...  


21 de janeiro de 2011

Cada Macaco no seu Galho...


Cesare Battisti é antigo membro dos Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), grupo armado de extrema esquerda, ativo na Itália no fim dos anos 70, período marcado por ataques terroristas de organizações de extrema direita e esquerda.
Em 87 foi condenado pela justiça italiana à prisão perpétua pela autoria de quatro homicídios atribuídos aos PAC. Na Itália é considerado terrorista. 
Fugiu para o Brasil e em 2009 o STF autorizou a extradição, mas definiu que a decisão final caberia ao presidente.
Battisti permaneceu preso em Brasília até Dezembro de 2010. 
No dia 31 de Dezembro de 2010, por meio de uma nota, o Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, divulgou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não concedeu a extradição do ex-militante italiano. 
Então pergunto, por quê? 
Por que o Brasil tem interesse em mantê-lo aqui? 
A explicação dada é que Battisti sofre risco de perseguição política caso cumpra sua pena em território Italiano, mas e dai? 
O que é que o Brasil tem com isso? 
Sei que estão envolvidas questões diplomáticas, políticas, econômicas, mas "cada macaco no seu galho..." 
Se a Itália quer o seu preso de volta, devolvam o tal Battisti... 
Já não temos presos de mais para cuidar aqui no Brasil?  
Enquanto isso, o nosso Sistema Prisional  é uma vergonha... 
Corrupção e facções criminosas crescendo dentro e fora dos presídios e cadeias, falta de estrutura, superlotação... Leis vigorosas para uns e flexíveis para outros, como o caso do médico Roger Abdelmassih, que pegou 278 anos por ter abusado de pacientes de sua clínica de reprodução e que até agora só tem dado "um chapéu" na justiça brasileira. 
Dá um certo incomodo essa mania do Brasil ficar se metendo nos assuntos dos presos alheios, visto que também deu o seu "pitaco" no caso da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani condenada à morte. 
Por que que se meter nas regras, costumes, tradições e leis dos outros países? Se Battisti e Sakinet tem o direito a liberdade e a vida não somos nós que vamos deliberar... Para isso temos a ONU, por meio dela podemos e devemos manifestar nossa indignação e repúdio contra sistemas arbitrários e desumanos que ainda regem vários países. 
Não dá pra ficar criando "caso" mundo a fora só para mostrar o quanto somos um país "humano"... 
Mas será que somos tão humanos assim?
O fato é que temos problemas nacionais que necessitam de toda atenção  por parte de nossas autoridades! Desculpe-me, mas não posso me calar...