19 de novembro de 2011

Entre o coração e a razão...

O mundo é muito cruel, vivemos na loucura de sermos melhores do que podemos ser... É a exigência da contemporaneidade, uma disputa que parece nunca ter fim... 

Hoje, perde quem não tem, porque vive se alimentando de ilusões. A queda para a realidade é um fato e machuca... Só o tempo cura, ou aumenta, a dor... 

Doí quando se fez de tudo e mais um pouco e, mesmo assim, não foi o suficiente... 

Dói o encontro com as próprias limitações... 

Somos muito limitados... 

Nos limitamos a conhecer, a aprender... 

Nos limitamos em não reconhecer os próprios limites... 

Nos limitamos a amar!!! 

Dispomos apenas fragmentos do que somos com medo de perder o que temos, mas o que realmente podemos chamar de nosso nesta vida??? 

Nada além do que somos!!! 


A posição, que lutamos uma vida para alcançar, nos limita a uma única perspectiva, porque lá, do prisma, geralmente, esquecemos o trajeto percorrido e as paralelas estabelecidas são mais frequentes que as perpendiculares... 

Muitas coisas se perdem... Pequenos gestos... Olhares... Palavras... Sentimentos... 

E o ponto de partida fica cada vez mais distante...



São as prioridades e cada um sabe bem por onde caminham as suas...  


A distância entre as pessoas é medida na qualidade e na durabilidade dos  sentimentos...

Sofremos por querer estar além do que sentimos... 

Mas Deus, na sua infinita bondade e justiça,  nos coloca no lugar certo, com as pessoas certas e no momento exato que estamos preparados para aprender as grandes lições da nossa vida... 

Ouvir o coração com razão e dar razão a voz do coração é o que compete os que desejam mudança... 

*Estou precisando de umas aulas... 

O universo é movimento 
e por que teimamos em ficar parados??? 

9 de novembro de 2011

Sem Papas na Língua: Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Sem Papas na Língua: Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Blá-blá-blás a parte, para mim, Luciane, Educadora, Trabalhadora, Cidadã, tudo que foge a legalidade não merece atenção... 
Maconha é ilegal e não merece defesa... 
Depredação e pixação são ilegais e não merecem defesa... 
Querem protestar? Protestem de maneira legal... 
Chamar de luta as cenas que presenciamos na USP é jogar no lixo toda uma história de conquistas que nosso povo realizou em prol da liberdade de expressão, que hoje, infelizmente, está sendo muito mal utilizada... Querem realmente mudar o nosso pais, pois que comecem a estudar para que se formem profissionais competentes e comprometidos com suas carreiras e com a sociedade... 
Triste ver uma juventude vítima do sensacionalismo... 
É muito barulho por nada... 
Precisamos de braços fortes para realizarmos uma grande limpeza na política... Ahhhhh... eles chamam isso de política??? É... analisando o atual contexto político brasileiro, cheio de falcatruas e corrupção, podemos concluir que estes estudantes estão no caminho certo: O da degradação definitiva da nossa sociedade... 
Concordo que violência gera violência... Mas os mesmos que bradaram esta máxima foram os primeiros a iniciar a pancadaria e toda destruição que se instalou na USP... Incoerência!!! Mais do que aulas de ortografia, história, e de tantas outras ciências sociais, nossos alunos, da educação infantil, do ensino fundamental, médio e universitário, estão "precisados" de moral, ética e bons costumes... 
De família... Onde estavam as famílias dos estudantes invasores enquanto eles ocupavam a reitoria??? Por que só deram "as caras" na delegacia??? Para pagar a fiança do filhinho, né??? Para deixá-lo livre "pra fazer o que lhe der na telha"... 
Tenho um filho e procuro dar-lhe uma educação de respeito ao outro e a si mesmo... Não sei se ele vai fazer uso da educação que lhe ofereço, afinal temos livre-arbítrio e cabe a ele, quando adulto e responsável por sua vida, decidir qual rumo quer tomar na vida... Que estarei sempre ao seu lado, mas que não posso livrá-lo das suas más escolhas... 
Todos sofremos as consequências de nossas más escolhas e já passou da hora de assumirmos a responsabilidade de nossos atos e omissões... Não dá pra achar certo o que aconteceu!!! 
Não dá pra apoiar tanta irresponsabilidade por parte dos alunos, pais e educadores, gestores, governantes de uma das maiores instituições universitárias da América Latina... 
Como deixaram chegar neste ponto??? 
Como deixamos chegar neste ponto??? 
Se é um patrimônio público temos que cuidar... Mas como cuidar de um órgão público que atende uma parte muito restrita da nossa sociedade... SE A USP É PARA TODOS QUE ATENDA A TODOS... 
Este é um bom motivo para uma boa briga, que se resolve nas urnas... 
As eleições estão aí... 
Palhaços, dançarinas, jogadores, artistas e oportunistas que me desculpem, mas estamos precisando de bons candidatos, do tipo honestos e trabalhadores... 
Vamos dizer não a esta mesmice de anos... 
Vamos assumir nossa responsabilidade eleitora diante do futuro do nosso pais!!! 
EU VOLTEI!!!

10 de abril de 2011

O limite das boas ações

Sou parte da geração que muito escutou Sunday Bloody Sunday... Esta música traduzia nosso protesto contra todo tipo de repressão e assim foi e ainda é... Escolho as músicas que escuto de acordo com o que elas tem a me dizer e quando o U2 mudou seu visual e tom fiquei contrariada, diria até que me senti traída, pois o bom e velho rock foi trocado por uma perspectiva pura e meramente comercial... 
Não dá mais pra dizer que U2 faz rock!!! 
U2 faz algo que vende e vende muito... 
Não posso dizer que não gosto, mas gosto mais do antigo e como toda banda que visa garantir o novo e o velho mercado, muitas músicas velhas são tocadas, porque, com certeza, são elas que continuam garantindo o espaço... 
Bono, o bom menino do planeta, esteve com a nossa presidente e lamentou o massacre do Realengo. Uma homenagem as vítimas foi feita no 1º show de aqui em São Paulo... mas e daí??? (estava demorando...)
Segundo o Jornal do Brasil, a turnê 360º bateu um recorde após a 1ª apresentação em São Paulo. A arrecadação atingiu cerca de R$786,8 milhões... Lucrativa, não???
Gostaria muito de saber qual será o destino da verba??? Terá ela, em parte,  um destino humanitário??? 
Este meu questionamento veio após ler o Blog do Provocador... (http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2011/04/08/u2-e-o-rock-do-bem-para-reciclagem/)
Queria muito ir, mas não pude desenbolsar a grana para comprar o ingresso, que cá pra nós estava caro, muito caro... E mesmo que gastasse por conta, as vendas foram relâmpago... 
Pergunto de novo: Com tanta apologia ao bem, com tanta propaganda humanista, por que cobrar tão caro num pais que mal caminha no seu desenvolvimento e que os acolhe com tanto apreço???
Alguém tem que ter um Beautiful Day, all right???
Enquanto nos deixarmos conduzir pela idolatria pagaremos pelos abusos do consumismo, mas isso é fácil de camuflar, basta se declarar solidário a causa... Qual? A que estiver na primeira página do jornal, óbvio!!!

9 de abril de 2011

Loucura agora é desculpa...

Acordei, olhei no espelho e decidi que era um bom dia para acabar com toda a minha raiva. Foram anos aguentando todo tipo de insulto, mas hoje chega! Vou mostrar quem sou e do que sou capaz! Então, peguei duas armas, muitas munições fui para a escola onde estudei e sofri humilhações... Acabei com todas as vidas que me foi permitido, inclusive a minha... Mas veja, só fiz tudo isso porque sou problemático, porque sofri bullying, porque fui descriminado, insultado, segregado... Sou adotado... Enfim, tive os meus motivos! 
Wellington Menezes de Oliveira


Andando com "os caras", resolvemos fazer uma "finta". 
Tinha um "carinha" que ia chegando em casa, então colamos junto pra render um troco... Ele duvidou de mim, bateu o portão na minha cara, não tive dúvida, dei um tiro na cabeça dele! 
Um menor de 16 anos


Estava na rua José do Patrocínio, quando deparei com uma manifestação de ciclistas. Eles me impediram de passar e até quebraram meu retrovisor. Então acelerei o carro e atropelei todos que estavam na minha frente! Estava transtornado, tive que fazer isso...

Ricardo Neis, funcionário do Banco Central





Outro dia, andando pela Av. Paulista, acompanhado do meu bastão de baseball, resolvi entrar na livraria Cultura e bater na cabeça do primeiro que encontrasse pela frente... Sei lá porque fiz, talvez porque sou insano... A culpa é do meu transtorno delirante persistente! Sou incapaz de entender o caráter ilícito da minha conduta, mas tenho diploma em Educação Física.
Alessandre Fernando Aleixo, personal trainer





Quantos crimes aconteceram em nome da loucura humana?


Quantos inocentes pagaram pela falta de controle humano?


Até quando banalizaremos a vida?


O massacre do Realengo chocou o mundo... 
Todos querem saber o que motivou o ex-aluno a cometer aquela atrocidade... 
Na minha opinião, falta de educação, mas não educação formal e sim uma educação moral, com valores éticos e que prima pelo respeito ao outro... 

E esse nosso mundo anda tão carente de respeito!!! 

Mas onde é que se compra??? 

Os padrões sociais estão cada vez mais inatingíveis, a competição está cada vez mais acirrada e ainda estamos apegados a velhos conceitos... 

"olho por olho, dente por dente"

Que soltem os leões nas arenas do mundo, porque só se salvarão os loucos!!! Sim, a loucura (termo usualmente utilizado para atenuar a intolerância, o egoísmo, o egocentrismo, a vaidade, o orgulho, o desrespeito, o preconceito, entre outros)  explica tudo!!! já estamos acostumados!!!


A adolescência não é fácil... 


Cursei a antiga 5ª série em uma sala cheia de repetentes. 
Havia sido transferida de escola e a para me acomodar fui matriculada naquela turma. 
Pior ano da minha vida escolar!!! 
Fui chacoteada, zombada e humilhada um ano inteiro pelo simples fato de ser mais nova e menos desenvolvida fisicamente. 
Doía muito... Chorava quase todos os dias... 
Tenho lá meus recalques e quem é que não tem??? 
Mas isso não me dá o direito, e tão menos a desculpa, de sair atirando em todo mundo!!! 


O grande "barato" de viver é a superação!!! 


Sinto muito por todas as famílias que tiveram seus filhos na mira daquele assassino e peço a Deus para que meu filho esteja protegido de tantos outros que ainda virão... 
O descaso e a impunidade
fazem deste apenas mais 
um capítulo da nossa história!!!
Quando teremos coragem de superar essa loucura???



1 de abril de 2011

PRIMEIRO DE ABRIL








"Pega na mentira... 
Corta o rabo dela, 
pisa em cima, 
bate nela... 
Pega na mentira!!!" 


Assim dizem os "Carlos"...


1º DE ABRIL!!! 
Dia da mentira... 
O que podemos fazer???
Tem mentira Boa, mentira boba, mentira ruim... 
Mentirinha, ou uma grande mentira... 
O que importa é que mentira é mentira de verdade!!! 
Não há como mudar!!! 
É só uma questão de falsidade, de ilusão... 
Tem gente que gosta... 
E quem não gosta???

O dia da mentira nasceu na França, após a implantação do calendário gregoriano, quando o inicio do ano passou a ser contado a partir de 1º de Janeiro. Até então, o reveillon era comemorado em 25 de Março, na chegada da primavera, com uma festança que durava uma semana e terminava no dia 1º de Abril. Mas e daí? 

Daí que nossos amigos franceses não gostaram nenhum pouco da mudança da data e por um tempo ainda continuaram comemorando o ano novo à moda antiga. Como não dá para ficar imune ao sombrio universo da mente humana, não faltaram gozadores enviando "presentinhos de grego" e "convites furados", ridicularizando o cultural apego francês... 
Nessa brincadeira, "Voilá", nasceu o 1º de abril... 

Agora vejam só... 
No Brasil, a história do 1º de Abril começou em 1º de Abril, (óbvio), de 1848, com a publicação de um periódico mineiro intitulado "A Mentira" que divulgou a a morte de Dom Pedro vivinho da Silva... 
Faz tempo que a política brasileira e a mentira estão juntas...

Então vamos lá... 

A partir deste mês, O SALÁRIO DO TRABALHADOR TERÁ UM REAJUSTE SIGNIFICATIVO, nos permitindo o pagamento das contas (água, luz, telefone, alimentação, moradia, transporte, escola, remédios, etc...) e garantindo o tão sonhado "pé de meia"... 

1º DE ABRIL!!!

O governo acaba de anunciar que destinará toda arrecadação exclusivamente à Educação PÚBLICA, à Saúde PÚBLICA, ao Transporte PÚBLICO, à Segurança PÚBLICA... 

1º DE ABRIL!!!

Todos, sem exceção, terão acesso a Tecnologia, Cultura e Lazer de QUALIDADE e GRATUITOS... 

1º DE ABRIL!!!

Foi anunciada a primeira medida da Reforma Política: 
Todos os cargos políticos, sejam  do Executivo, Legislativo, ou Jurídico, serão ocupados por Candidatos Filantrópicos, ou seja, AQUELES QUE TRABALHAM  SOMENTE PELO AMOR DE SERVIR A SOCIEDADE... 

1º DE ABRIL!!!

E a melhor... 

Na última eleição, 2010, Foram eleitos somente CANDIDATOS HONESTOS, de ficha limpa... 

1º DE ABRIL!!!

Acreditou??? 

Tem gente que acredita!!!

19 de março de 2011

Obama passeia no quintal




Cá está o Presidente Barack Obama visitando o Brasil.
Um esquema fortíssimo de segurança foi montado para receber o "Dono do Mundo". 
Esquema este jamais visto por brasileiro nenhum. 
Todo o espaço, aéreo, terrestre e marítimo, está vigiado pelas forças armadas de modo garantir a segurança daquele que possivelmente, em meados de copa e olimpíadas, assegurará o Brasil.
Nunca estivemos tão seguros, mesmo que indiretamente... 
Para falar a verdade, não estamos acostumados com esses esquemas de segurança, tanto que por um instante imaginamos que seria possível apertar a mão, ou tirar uma foto de pertinho, do popular governante...
Brasileiro é engraçado, né?!!! No melhor sentido, é claro!!!
Destaque para as visitas realizadas, comidas e manifestações culturais apreciadas pela família Obama... Porque interessa mais que tudo é saber quais serão os vestidos e sapatos utilizados pela Primeira Dama Michelle. 
Coisinhas que nos distraem, afinal o povo brasileiro é muito distraido...
Neste fim de semana não teremos assassinatos, roubos, falcatruas, fraudes, nem escândalos nos jornais e aquela falta de atendimento nos hospitais, ou caos das chuvas no sul do pais não terão relevância, pois o momento é de festa e não há lugar para nossas rotineiras mazelas...







18 de março de 2011

EPIFANIA!!!

Planejar é prever... é precaver... 
Uma tentativa de facilitar o "levar da vida" e de não cair no fatalismo do acaso, porque na incerteza limitamos nossas escolhas e nos restringimos a sobrevivência!!!
Saber até onde nos levam nossos pés nos dá condições de caminhar entre as fronteiras da realidade e dos sonhos... 
Sonhos... 
Sonhamos com a realidade... 
Mas cadê a coragem para assumir necessidades e desejos? Cadê a coragem para enfrentar convenções tão cômodas? 
É a certeza de que nossas verdades valem a pena de serem defendidas que nos mantém em movimento!!!
Está lançado o desafio: Conviver consigo mesmo e suas verdades... 
Eu tento...
É a busca incessante por um significado... 
De escrever nos capítulos da história o quanto somos capazes de superar nossos limites, porque a evolução é infinita!!! 
Somos um grão ao sabor do vento... 
O universo está em constante movimento... 
Por que seria diferente? 

5 de março de 2011

Mercado Mundial

Quero falar de hipocrisia, falsidade, fingimento... Tudo pelo social... Faz de conta que sou "amiga", que gosto do que faz, do que fala, do que é... Mas não gosto, na verdade, detesto! Apenas camuflo e mascaro as atitudes... Vivo em busca de satisfazer meu eu, mas com meras falsificações emocionais... É uma questão de sobrevivência ... Só quero encontrar "o meu canto e me acomodar" e "ver a água correr", pois do contrário "posso morrer na praia"... "Junta-se a todos", principalmente quando não se pode com eles!
Felicidade é sentimento sublime e está acima do ego humano... A tal "da dona felicidade", em sua plenitude, exige elevação moral e ser feliz assim, neste nosso mundinho, é surreal!
Viva o consumismo, que leva a desigualdade, que leva ao preconceito, que nos torna angustiados, deprimidos e eternamente insatisfeitos... 
Ah! Essa frágil e oscilante condição humana!
O segredo, por isso não conte a ninguém, está em perdurar momentos felizes, em fazer um esforço contínuo em se manter distante das próprias mazelas... Fácil? "Só se for da boca pra fora"!
Todos os dias desperdiçamos nossa autenticidade na barganha de valores. 15 minutos de fama bastam para transgredir nossa essência com as irresistíveis futilidades... Eu tenho, eu sou... Tudo se centra no umbigo. Não importa o que vou causar, desde que cause... E assim caminhamos como se o Universo tivesse a obrigação de nos servir... 
Ah! Essa infantil e egoísta condição humana!
Enquanto isso, aquela faixa de protesto contra todo esse nosso "miserê" continua pendurada em algum lugar esperando despertar em alguém alguma atitude... 
Um mundo melhor não é bilhete de loteria e quem sabe um dia seja sorteado... "O hábito faz o monge" e é no dia-a-dia que estão as oportunidades de transformação. Mais do que vontade é preciso coragem, mais do que consciência é preciso responsabilidade para assumir definitivamente a que mundo quero pertencer...
A justiça nos norteia, mesmo que seja para o uso exclusivamente pessoal. 
Ser justo proporciona momentos felizes, mas a verdadeira justiça não tem dois pesos e duas medidas. Ela é unica e também a felicidade não é parcial!

6 de fevereiro de 2011

Escola proíbe alunos de levar lápis - Revista Superinteressante





Estava navegando em um Site de notícias, quando deparei com "Escola proíbe alunos de levar lápis"... Chocada, fui verificar. O link era propaganda de uma revista e continha apenas um parágrafo da matéria, mas o assunto me intrigou: - Que mundo é este que estamos construindo? 
Penso que o problema não é a proibição, mas sim o que se pretende camuflar com ela, porque "o lápis" é somente mais um instrumento da negligência com que é tratada a Educação. 
Faz tempo que estamos neste "jogo de empurra"... 
A Família empurra a educação dos filhos para a Escola, a Escola empurra sua responsabilidade para o Estado, o Estado se apoia na dificuldade de fazer cumprir as Leis e assim caminhamos até chegar no lápis... 
Que seja proibido o uso "livre" dos lápis e amanhã, talvez, teremos que amputar braços e pernas para conter a violência! 
"Educação se aprende em casa". Eu acredito nisso, pois foi a minha educação... Minha mãe dizia em alto e bom tom: - "Não me faça ter que ir na escola por falta de educação"! 
Era um simples aviso que me mantinha longe de problemas, dentro e fora de casa e da escola! Repressão? Não... Limite! 
Um lugar real que determina nossos direitos e deveres... Lugar comum que ensina o relacionar para sobreviver, onde a liberdade está na escolha de dar o melhor de si para ser o melhor que se pode ser...
"Ser o melhor que se pode ser" não tem dado "ibope" no mundo do "ter o melhor que se pode ter"... 
Dinheiro, fama, poder... E cada vez mais estamos distantes do direito ao respeito, a dignidade, a humanidade... 
Tamanha é a falta de limites que vivemos em busca de limites. Teorias e teóricos encontra-se aos montes e nenhum deles fará os devidos "milagres" sem uma certa dose de "penitência"... É preciso um trabalho interno constante  de revisão de valores, porque educar exige responsabilidade, dedicação, compromisso, determinação... 
Tudo que as "Nannys" ensinam em seus reality shows.
A senhora minha mãe não tinha títulos em Educação, mas sabia exatamente qual era o seu papel e deixava clara a sua função. 
Sempre ensinou que o bem e o mal é uma escolha, porém o uso desta capacidade fiz somente agora que sou a responsável exclusiva por minha vida... Não que não soubesse escolher quando criança... Sabia, mas de forma desorientada, equivocada e ela sempre estava lá, pronta para colocar ordem e orientar o rumo da caminhada... 
Hoje caminho com meus próprios pés e tenho nos meus passos ensinamentos preciosos que valem mais do que qualquer gosto ou mimo que me tenha faltado. 
Todo SIM é apenas uma possibilidade, mas é o NÃO que realmente nos orienta na busca de realizações. 
Não adianta simplesmente tirar o lápis... É preciso deixar clara a sua função...

3 de fevereiro de 2011

Salam Aleikum... se puder!!!



Faz 10 dias que o Egito luta contra os 30 anos de ditadura de Mubarak... 30 anos de repressão a um povo muito paciente... Sim, porque 30 anos é muito tempo... 
Nem casamento falido dura mais tanto tempo nos nossos tempos!!! 
E como paciência também tem limite, a Praça Tahri está tomada por manifestantes exigindo o que é seu por direito, ou seja, o "Direito"... 


Direito de ir e vir, o direito a liberdade de expressão e ação... O direito de recusar, de aprovar, de escolher... O direito de ser humano...

Na planície fértil do Nilo, o homem desenvolveu uma sociedade sofisticada e centralizada: o Egito, marco da civilização humana graças ao seu precioso legado: Técnicas de construção, o sistema matemático,  a medicina, sistemas e técnicas de irrigação e de produção agrícola, os primeiros navios, o vidro, a literatura e o mais antigo tratado de paz conhecido... 
E hoje, o Egito nos dá, mais uma vez, uma grande lição de força e coragem no  combate a uma política repressora e corrupta. 



Em 6 de Abril de 2008, o governo egípcio reprimiu uma greve realizada por operários têxteis na cidade industrial de Mahalla. Indignados, um grupo de jovens ativistas, conectados através do Facebook e de outras redes sociais, formaram o Movimento Juvenil 6 de Abril em solidariedade aos grevistas. 


Os protestos iniciaram por meio de uma  rede on-line descentralizada, seguida por outras adeptas ao movimento - iguais as que impulsionaram a revolução da Tunísia - e esta manifestação virtual dificultou o trabalho da Força de Segurança Egípcia na identificação de sua oposição. 

Foi um verdadeiro grito de guerra on-line, contra a tirania e tortura que assola o país por 30 anos. 


ElBaradei, crítico de prestígio internacional e opositor  ao governo de Mubarak, ficou chocado com conceito de estabilidade dado pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Rodham Clinton. Em um comunicado, após os primeiros confrontos, ela pediu moderação e descreveu o governo egípcio como "estável" e “ interessado em atender às necessidades legítimas do povo egípcio".

"'Estabilidade' é uma palavra muito perniciosa". "Estabilidade à custa de 30 anos de lei marcial e eleições fradulentas?" disse ElBaradei.

Mais uma vez, o inovador e audacioso povo egípcio chama a atenção do mundo para a fragilidade de sua democracia... Sim, porque o Egito tornou-se uma República em 1953 e Mubarak é o chefe do Partido Democrático Nacional no poder desde 1981... (pasmem!!!) 



"Al Hamdu Lellah" (graças a Deus), estamos no Brasil... 
Abençoado e bonito por natureza... 
País do futebol, do samba, do carnaval... Das mais belas praias, do bumbum perfeito... Das mulatas, loiras, ruivas... Do povo alegre, festivo e acolhedor... 


São tantas coisas boas que o mal pouco se vê por aqui... Mas não porque não esteja as vistas e sim porque se camufla num falso ideal de nação democrática!!! 


Os governantes de hoje, são os mesmos que governaram ontem e os que virão amanhã, já estão com suas cadeiras cativas... Nos nossos órgãos legislativos...


O sagrado e obrigatório voto brasileiro lhe confere o direito de escolha... 
Mas não é bem assim... Geralmente, o rótulo do produto, vendido nas alienantes e fatigantes propagandas eleitorais gratuitas, não especifica todo o seu conteúdo... 
Temos apenas uma visão périférica, estrategicamente articulada para nos iludir e ludibriar e é somente na posse que nos deparamos com a verdadeira verdade daquilo que se pretende ser...


Você vota para presidente, mas não tem o direito de escolher ministros e presidentes para o Senado e para a Câmara dos Deputados... 
É neste momento que se constata a falência da nossa Democracia, pois interesses de grupos específicos e restritos, denominados coligações, passam a reger, em próprio proveito, aquilo que seria para o bem geral da nação... 


E o meu voto, fica como? 


Fica no descaso com a saúde, com a educação, com o saneamento básico, na falta de emprego, no salário mínimo miserável, na falta de segurança... Em uma interminável lista de abusos que são realizados com o dinheiro público!!!


Os Egípcios foram as ruas lutar por seus direitos reprimidos por 30 anos e nós brasileiros, vamos aceitar, mais uma vez, a reeleição de José Sarney para presidente do Senado? 





Está será a 4ª vez que ele ocupará, vai ocupar e já ocupa, o cargo... 
Um monopólio de 16 anos...
Quantos anos precisaremos para nos libertarmos da nossa ignorância política e fazermos valer realmente os nossos direitos? 30?


"Salam Aleikum" (que a paz esteja com você) pobre povo brasileiro, que não desiste nunca...