5 de março de 2011

Mercado Mundial

Quero falar de hipocrisia, falsidade, fingimento... Tudo pelo social... Faz de conta que sou "amiga", que gosto do que faz, do que fala, do que é... Mas não gosto, na verdade, detesto! Apenas camuflo e mascaro as atitudes... Vivo em busca de satisfazer meu eu, mas com meras falsificações emocionais... É uma questão de sobrevivência ... Só quero encontrar "o meu canto e me acomodar" e "ver a água correr", pois do contrário "posso morrer na praia"... "Junta-se a todos", principalmente quando não se pode com eles!
Felicidade é sentimento sublime e está acima do ego humano... A tal "da dona felicidade", em sua plenitude, exige elevação moral e ser feliz assim, neste nosso mundinho, é surreal!
Viva o consumismo, que leva a desigualdade, que leva ao preconceito, que nos torna angustiados, deprimidos e eternamente insatisfeitos... 
Ah! Essa frágil e oscilante condição humana!
O segredo, por isso não conte a ninguém, está em perdurar momentos felizes, em fazer um esforço contínuo em se manter distante das próprias mazelas... Fácil? "Só se for da boca pra fora"!
Todos os dias desperdiçamos nossa autenticidade na barganha de valores. 15 minutos de fama bastam para transgredir nossa essência com as irresistíveis futilidades... Eu tenho, eu sou... Tudo se centra no umbigo. Não importa o que vou causar, desde que cause... E assim caminhamos como se o Universo tivesse a obrigação de nos servir... 
Ah! Essa infantil e egoísta condição humana!
Enquanto isso, aquela faixa de protesto contra todo esse nosso "miserê" continua pendurada em algum lugar esperando despertar em alguém alguma atitude... 
Um mundo melhor não é bilhete de loteria e quem sabe um dia seja sorteado... "O hábito faz o monge" e é no dia-a-dia que estão as oportunidades de transformação. Mais do que vontade é preciso coragem, mais do que consciência é preciso responsabilidade para assumir definitivamente a que mundo quero pertencer...
A justiça nos norteia, mesmo que seja para o uso exclusivamente pessoal. 
Ser justo proporciona momentos felizes, mas a verdadeira justiça não tem dois pesos e duas medidas. Ela é unica e também a felicidade não é parcial!

Nenhum comentário:

Postar um comentário