19 de novembro de 2011

Entre o coração e a razão...

O mundo é muito cruel, vivemos na loucura de sermos melhores do que podemos ser... É a exigência da contemporaneidade, uma disputa que parece nunca ter fim... 

Hoje, perde quem não tem, porque vive se alimentando de ilusões. A queda para a realidade é um fato e machuca... Só o tempo cura, ou aumenta, a dor... 

Doí quando se fez de tudo e mais um pouco e, mesmo assim, não foi o suficiente... 

Dói o encontro com as próprias limitações... 

Somos muito limitados... 

Nos limitamos a conhecer, a aprender... 

Nos limitamos em não reconhecer os próprios limites... 

Nos limitamos a amar!!! 

Dispomos apenas fragmentos do que somos com medo de perder o que temos, mas o que realmente podemos chamar de nosso nesta vida??? 

Nada além do que somos!!! 


A posição, que lutamos uma vida para alcançar, nos limita a uma única perspectiva, porque lá, do prisma, geralmente, esquecemos o trajeto percorrido e as paralelas estabelecidas são mais frequentes que as perpendiculares... 

Muitas coisas se perdem... Pequenos gestos... Olhares... Palavras... Sentimentos... 

E o ponto de partida fica cada vez mais distante...



São as prioridades e cada um sabe bem por onde caminham as suas...  


A distância entre as pessoas é medida na qualidade e na durabilidade dos  sentimentos...

Sofremos por querer estar além do que sentimos... 

Mas Deus, na sua infinita bondade e justiça,  nos coloca no lugar certo, com as pessoas certas e no momento exato que estamos preparados para aprender as grandes lições da nossa vida... 

Ouvir o coração com razão e dar razão a voz do coração é o que compete os que desejam mudança... 

*Estou precisando de umas aulas... 

O universo é movimento 
e por que teimamos em ficar parados??? 

9 de novembro de 2011

Sem Papas na Língua: Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Sem Papas na Língua: Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Devemos desculpas a todos os revolucionários!!!

Blá-blá-blás a parte, para mim, Luciane, Educadora, Trabalhadora, Cidadã, tudo que foge a legalidade não merece atenção... 
Maconha é ilegal e não merece defesa... 
Depredação e pixação são ilegais e não merecem defesa... 
Querem protestar? Protestem de maneira legal... 
Chamar de luta as cenas que presenciamos na USP é jogar no lixo toda uma história de conquistas que nosso povo realizou em prol da liberdade de expressão, que hoje, infelizmente, está sendo muito mal utilizada... Querem realmente mudar o nosso pais, pois que comecem a estudar para que se formem profissionais competentes e comprometidos com suas carreiras e com a sociedade... 
Triste ver uma juventude vítima do sensacionalismo... 
É muito barulho por nada... 
Precisamos de braços fortes para realizarmos uma grande limpeza na política... Ahhhhh... eles chamam isso de política??? É... analisando o atual contexto político brasileiro, cheio de falcatruas e corrupção, podemos concluir que estes estudantes estão no caminho certo: O da degradação definitiva da nossa sociedade... 
Concordo que violência gera violência... Mas os mesmos que bradaram esta máxima foram os primeiros a iniciar a pancadaria e toda destruição que se instalou na USP... Incoerência!!! Mais do que aulas de ortografia, história, e de tantas outras ciências sociais, nossos alunos, da educação infantil, do ensino fundamental, médio e universitário, estão "precisados" de moral, ética e bons costumes... 
De família... Onde estavam as famílias dos estudantes invasores enquanto eles ocupavam a reitoria??? Por que só deram "as caras" na delegacia??? Para pagar a fiança do filhinho, né??? Para deixá-lo livre "pra fazer o que lhe der na telha"... 
Tenho um filho e procuro dar-lhe uma educação de respeito ao outro e a si mesmo... Não sei se ele vai fazer uso da educação que lhe ofereço, afinal temos livre-arbítrio e cabe a ele, quando adulto e responsável por sua vida, decidir qual rumo quer tomar na vida... Que estarei sempre ao seu lado, mas que não posso livrá-lo das suas más escolhas... 
Todos sofremos as consequências de nossas más escolhas e já passou da hora de assumirmos a responsabilidade de nossos atos e omissões... Não dá pra achar certo o que aconteceu!!! 
Não dá pra apoiar tanta irresponsabilidade por parte dos alunos, pais e educadores, gestores, governantes de uma das maiores instituições universitárias da América Latina... 
Como deixaram chegar neste ponto??? 
Como deixamos chegar neste ponto??? 
Se é um patrimônio público temos que cuidar... Mas como cuidar de um órgão público que atende uma parte muito restrita da nossa sociedade... SE A USP É PARA TODOS QUE ATENDA A TODOS... 
Este é um bom motivo para uma boa briga, que se resolve nas urnas... 
As eleições estão aí... 
Palhaços, dançarinas, jogadores, artistas e oportunistas que me desculpem, mas estamos precisando de bons candidatos, do tipo honestos e trabalhadores... 
Vamos dizer não a esta mesmice de anos... 
Vamos assumir nossa responsabilidade eleitora diante do futuro do nosso pais!!! 
EU VOLTEI!!!